segunda-feira, 10 de junho de 2013

Diários



Todos devíamos ter dois diários. Um onde escreveríamos tudo o que de bom nos acontece, sentímos ou sonhamos. E um outro para todas as lágrimas e momento de desespero. Um que guardamos com carinho até formarmos vários volumes e outro que queimamos sempre que as folhas disponíveis terminam. 

Misturar na escrita, como na vida, os dois estados de espírito pode atenuar as dores dos momentos maus, mas também atenua as alegrias dos momentos bons. Ou será que exacerba as alegrias? Nunca percebi muito bem essa coisa de se ser mais feliz porque já fomos mais tristes.

6 comentários:

  1. Olá ABT,
    Essa ideia dos dois diários é uma ideia mágica e relembro algo também muito mágico que aconteceu. É uma sugestão a ter presente na nossa vida.

    Em relação a ser mais feliz porque já fomos triste pode ter alguma lógica, a vontade em ser feliz é maior ou dar mais valor aos pequenos momentos de felicidade, por vezes eles passam por nós e nós não damos a devida importância, para mim só vejo esta lógica mas respeito todas as opiniões.

    beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sérginho,

      Compreendo o que dizes, mas não deveria bastar a lógica de haver motivos para sermos felizes para que o fossemos realmente? Seria tão melhor...

      Beijinhos*

      Eliminar
    2. Olá ABT,

      Pergunta pertinente mas é bom que exista a mesma, temos imensos motivos para ser feliz e a vida dá-nos outros tantos motivos, acho que ser feliz devia ser a coisa mais natural do mundo, muitas vezes damos importãncia a coisas que não nos fazem felizes e só mais tarde nos apercebemos disso, nunca é tarde mas devemos estar mais atento a todos os sinais que nos rodeia e sem qualquer lógica associada aos mesmos.

      beijinhos*

      Eliminar
    3. "Ser feliz devia ser a coisa mais natural do mundo"... adorei a frase e subscrevo completemente.

      Beijinho, Sérginho*

      Eliminar

Outros pensamentos